PBH reforça chamado para a segunda dose da vacina contra a dengue

Por:

Para ampliar a cobertura e proteger o público de 10 a 14 anos contra a dengue, a Prefeitura de Belo Horizonte reforça, mais uma vez, a convocação do grupo para receber a segunda dose do imunizante. Cerca de 49 mil pessoas iniciaram o esquema vacinal, mas, até o momento, apenas 7 mil estão realmente protegidas.

Para tomar a segunda dose, é preciso cumprir um intervalo de três meses após a primeira aplicação. A vacina está disponível nos 152 centros de saúde do município e no Serviço de Atenção à Saúde do Viajante. Os endereços e horários de vacinação devem ser verificados no portal da Prefeitura.

“A segunda dose é a que garante a proteção contra a dengue. Os pais e responsáveis precisam levar as crianças e adolescentes no tempo certo para esse reforço para que a vacina seja eficaz”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Danilo Borges Matias.

Para receber a vacina é necessário que o público esteja acompanhado dos pais, mães ou responsáveis legais. Além disso, no momento da aplicação é necessário apresentar documento de identificação com foto ou certidão de nascimento, CPF e cartão de vacina.

A vacina contra a dengue não pode ser administrada em conjunto com nenhum outro imunizante. As pessoas que tiveram diagnóstico recente de dengue, a recomendação é que aguardem seis meses após o início dos sintomas para iniciar o esquema vacinal contra a doença.

Caso a infecção pelo vírus ocorra após o recebimento da primeira dose, não há alteração no intervalo entre as aplicações, desde que a segunda dose não seja aplicada em um período inferior a 30 dias do início da doença.

Primeira dose

Quem tem de 10 a 14 anos e ainda não iniciou o esquema vacinal ainda pode procurar um dos 152 centros de saúde, além do Serviço de Atenção à Saúde do Viajante, para receber a primeira dose da Qdenga.

Tags: dengue, prefeitura bh
Home » Conteúdo patrocinado » PBH reforça chamado para a segunda dose da vacina contra a dengue

Notícias Relacionadas