Carlos Viana promete metrô para BH até 2027 e critica propostas de trânsito

Senador e pré-candidato à prefeitura, Viana ataca a administração atual e defende a expansão do metrô como solução para os problemas de trânsito da cidade

Por:

O senador e pré-candidato à prefeitura de Belo Horizonte, Carlos Viana (Podemos), afirmou que a segunda linha do metrô da cidade será concluída até 2027. Durante sua fala, ele lançou críticas às medidas de tráfego adotadas pelo atual prefeito, Fuad Noman (PSD), chamando-o de omisso e acusando-o de estar alinhado com interesses das empresas de ônibus.

“Você tem um problema sério de trânsito, mas não tem uma mudança de planejamento. O prefeito não busca soluções. Fazer uma ciclovia na avenida Afonso Pena, que já não tem condições de trânsito? Isso é jogar dinheiro fora. Falta planejamento, falta visão, falta um prefeito que ande nas ruas e seja conhecido pelas pessoas”, declarou Carlos Viana.

Solução para o transporte público

Em 2022, como responsável pelo diálogo com o governo federal e um dos principais articuladores da privatização do metrô de Belo Horizonte, ele também rejeitou a ideia de construir uma linha de BRT que ligaria o Barreiro ao centro da cidade. Para Viana, a solução ideal para o transporte público é expandir o metrô, e não aumentar o número de ônibus.

“O metrô vai ficar pronto em 2027, não é promessa, é a realidade. Não adianta colocar mais ônibus, porque não tem como fazer trânsito com esses ônibus. Nós temos que diminuir o número de ônibus e aumentar as viagens. Eu tenho uma solução de integrar esses sistemas, melhorar o trânsito e a poluição e vou apresentar na hora certa”, afirmou.

Empresas de ônibus e política

Ao abordar a questão das empresas de ônibus em Belo Horizonte, Carlos Viana foi enfático ao dizer que essas empresas “mandam” na cidade. Ele criticou tanto o prefeito Fuad Noman quanto o presidente da Câmara Municipal, Gabriel Azevedo (MDB), também pré-candidatos à prefeitura, por supostamente colaborarem com os empresários do setor.

“Quem manda no prefeito e manda ainda em boa parte da presidência da Câmara Municipal são as empresas de ônibus. Se não mandasse, a Câmara não teria aprovado o absurdo de meio bilhões de reais para os ônibus da capital com apoio do prefeito. O presidente da câmara e o prefeito são os responsáveis e aturaram juntos. Isso cheira mal, um ano antes das eleições. As passagens aumentaram, o transporte não melhorou, e agora estamos sem saída”, criticou Viana.

Tags: Carlos Viana, eleições 2024
Home » Política » Carlos Viana promete metrô para BH até 2027 e critica propostas de trânsito

Notícias Relacionadas