Em ano de eleição, Lula vive cenário hostil com governadores de oposição

Às vésperas das eleições municipais, Lula nota ausência e vaias de governadores em eventos, indicando um cenário político tenso

Por:

Após um ano inicial de mandato com a presença de governadores de oposição em eventos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem encontrado um ambiente mais hostil recentemente. Com as eleições municipais se aproximando, o cenário se tornou tenso, especialmente nos maiores colégios eleitorais do país. Governadores têm evitado aparecer em eventos públicos com o presidente, e quando o fazem, enfrentam vaias.

Nas últimas viagens de Lula aos três maiores estados – São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro – ele não contou com a companhia dos governadores locais. Em São Paulo, nem o prefeito da capital, Ricardo Nunes, nem o governador Tarcísio de Freitas apareceram na inauguração de obras, gerando críticas diretas do presidente a ambos. Em Minas Gerais, o governador Romeu Zema enviou seu vice, que foi vaiado, situação que levou Lula a defender o respeito ao “convidado”. No Rio de Janeiro, o governador Cláudio Castro, também ausente recentemente, foi outra figura vaiada em eventos anteriores ao lado de Lula.

Ausência estratégica

O cenário político atual sugere uma mudança de postura dos governadores e prefeitos, principalmente por causa da proximidade das eleições e da polarização intensa fomentada pelas redes sociais. Tarcísio de Freitas, por exemplo, já se posiciona como opositor para a disputa presidencial de 2026, evitando aparições que poderiam ser mal vistas pelos seus apoiadores bolsonaristas. O prefeito Eduardo Paes, do Rio, surge como exceção, frequentemente abrindo palanque para Lula em eventos da cidade.

Lula também enfrentou cancelamentos de agendas em estados com forte presença bolsonarista, como Santa Catarina e Goiás, onde os governadores são aliados notórios de Jair Bolsonaro. Em Santa Catarina, a visita foi cancelada próximo à data de um evento conservador, sugerindo um movimento para evitar conflitos diretos com figuras de direita.

Apesar das adversidades, Lula segue com a inauguração de projetos importantes, como as obras do BRT e de prevenção contra enchentes em Campinas. Esses eventos destacam a continuidade dos esforços do governo federal, mesmo em um ambiente político desafiador.

“É essencial manter o respeito, mesmo em tempos de discordância política intensa”, afirmou Lula. A situação reflete a complexidade da dinâmica política brasileira atual, onde a cooperação muitas vezes dá lugar a confrontos estratégicos à medida que as eleições se aproximam.

Tags: governadores, lula, oposição
Home » Política » Em ano de eleição, Lula vive cenário hostil com governadores de oposição

Notícias Relacionadas