Marília Campos, do PT, atrai eleitores de Bolsonaro em Contagem

Pesquisa DATATEMPO revela que 37,4% dos bolsonaristas apoiam a prefeita do PT, superando outros candidatos de direita na preferência eleitoral

Por:

Apesar de sua longa filiação ao Partido dos Trabalhadores (PT), a prefeita de Contagem, Marília Campos, tem conquistado significativa parte do eleitorado que, na última eleição presidencial de 2022, votou em Jair Bolsonaro (PL). De acordo com a pesquisa DATATEMPO, 37,4% dos bolsonaristas afirmam que escolheriam Marília para continuar no comando da cidade nas eleições de outubro.

A relação entre os eleitores de Bolsonaro e Marília Campos é mais expressiva do que a ligação destes com os pré-candidatos de direita na região. Segundo o mesmo estudo da DATATEMPO, apenas 21,2% desses eleitores votariam em Cabo Junio Amaral (PL), enquanto 16,9% apoiariam Felipe Saliba (PRD) e somente 1% optaria por Gustavo Olímpio (PSTU). Entre os eleitores de direita, ainda há 13,1% que pretendem votar em branco ou anular o voto e 10,4% permanecem indecisos.

Oposição e suporte de lulistas

Do outro lado do espectro político, a grande maioria dos que votaram em Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na eleição presidencial também manifesta apoio à reeleição de Marília Campos. A pesquisa aponta que 84% dos lulistas migrariam seu voto para a atual prefeita. Por outro lado, apenas uma pequena fração desses eleitores, 2,2% e 2,6%, declara apoio a Cabo Junio Amaral e Felipe Saliba, respectivamente.

Apesar de sua forte ligação com o PT, Marília Campos enfrentou divergências com a bancada do partido na Assembleia Legislativa. No ano passado, seu marido, o economista José Prata, defendeu o Regime de Recuperação Fiscal proposto pelo governador Romeu Zema (Novo), gerando reações adversas dos deputados estaduais petistas. Além disso, a prefeita criticou a falta de ação dos correligionários após a aprovação de um projeto de lei que reformou a distribuição do ICMS da Educação, prejudicando as prefeituras maiores.

Em uma entrevista em março, Marília expressou sua frustração. “Tenho este entristecimento com o distanciamento dos nossos deputados e da direção partidária com as prefeituras. São muitas demandas e pouco recurso”.

Concorrência na direita

Os candidatos alinhados à direita, como Cabo Junio Amaral, enfrentam desafios próprios. Amaral, que não tem um histórico político em Contagem, assumiu recentemente a presidência do diretório local do PL e foi apenas o 20º mais votado na cidade nas eleições de 2022 para deputado federal.

Influência nacional na política local

A pesquisa DATATEMPO também destacou a influência de figuras nacionais nas eleições municipais de Contagem. Lula foi apontado como o político com maior potencial de influenciar os votos, seguido de perto por Bolsonaro. Em contrapartida, o governador Romeu Zema mostrou menos capacidade de influenciar o eleitorado local.

Tags: eleições 2024, Marília Campos, prefeitura contagem
Home » Política » Marília Campos, do PT, atrai eleitores de Bolsonaro em Contagem

Notícias Relacionadas