Presidente argentino ignora protocolo e defende Bolsonaro em evento

Javier Milei, em sua primeira visita ao Brasil como presidente eleito, não se encontra com Lula e participa de evento conservador em Santa Catarina

Por:

Na sua primeira visita ao Brasil desde que foi eleito, o presidente da Argentina, Javier Milei, quebrou o protocolo habitual dos chefes de Estado ao escolher não se encontrar com o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva. Em vez disso, Milei foi a Balneário Camboriú, em Santa Catarina, onde foi recebido por Jair Bolsonaro, seu aliado político, e outros governadores de direita, marcando sua presença em um congresso conservador.

Milei chegou à cidade catarinense no sábado, sendo calorosamente recebido por Bolsonaro, além dos governadores Jorginho Mello (PL-SC) e Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP). No evento, que ocorreu no domingo, o presidente argentino não poupou críticas aos governos de esquerda da América Latina, embora não tenha mencionado diretamente Lula.

Discurso de Milei

Durante seu discurso no congresso, Milei enfatizou a perseguição que ele acredita que Bolsonaro está enfrentando no Brasil. “Olhem a perseguição judicial que sofre o nosso amigo Jair Bolsonaro aqui no Brasil e o que está acontecendo na Bolívia agora mesmo; estão dispostos a montar um falso golpe de Estado”, declarou Milei. Este comentário veio na esteira de aplausos e gritos de parte do público que chamava Lula de ladrão.

O argentino também recordou situações políticas turbulentas na Venezuela e na Bolívia como alertas aos riscos da permanência no poder. Milei ressaltou seu conforto em estar entre aliados, afirmando sentir-se “em casa e é sempre bom estar entre amigos”.

Conferência de Ação Política Conservadora

A Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), onde Milei discursou, é inspirada em um evento homônimo nos Estados Unidos e tem sido realizada no Brasil há alguns anos. Este ano, contou com a participação de figuras internacionais como José Antonio Kast do Chile e Luis Alfonso Petri, Ministro da Defesa da Argentina.

Além das discussões políticas, o evento também enfatizou a importância das eleições municipais deste ano no Brasil, com palestras sobre estratégias de comunicação em redes sociais e a adoção de uma “cartilha bolsonarista”.

Tags: bolsonaro, Javier Milei
Home » Política » Presidente argentino ignora protocolo e defende Bolsonaro em evento

Notícias Relacionadas