PSB e Paulo Brant conflitam após confirmação de pré-candidatura

Ex-vice-governador de Minas Gerais confirmou sua pré-candidatura como vice-prefeito na chapa do MDB

Por:

Cinco dias após Paulo Brant, ex-vice-governador de Minas Gerais pelo PSB, anunciar sua pré-candidatura como vice-prefeito na chapa do MDB em Belo Horizonte, a situação ainda parece incerta dentro de seu partido. Carlos Siqueira, presidente do PSB, declarou que a decisão final sobre o comportamento do partido nas eleições municipais de Belo Horizonte será tomada pela Executiva Nacional.

Apesar da indefinição partidária, Brant se mostra resoluto em sua escolha. Em uma entrevista recente ao Canal Exclusive, ele afirmou: “Os partidos estão conversando há muito tempo e eu não estou participando. A minha decisão eu é que tomo e eu já tomei. Eu vou apoiar Gabriel Azevedo. Se os partidos chegarem a um acordo, entrarei como vice. Se não, entrarei como apoiador”. Esta decisão vem após Brant se desfiliar do Partido Novo em 2020, criticando a falta de abertura para coalizões políticas.

Possíveis alianças

A candidatura de Brant enfrenta o desafio de uma possível união de esquerda liderada por Rogério Correia do PT, que já conseguiu o apoio de outras siglas como PSOL-Rede e busca atrair o PSB de Brant e o PDT. Correia destacou em entrevista ao GLOBO: “Conversei com o próprio vice-presidente Geraldo Alckmin sobre estar o interesse em estarmos juntos. Conversei com Paulo Brant duas vezes aqui. Acho que é uma hipótese boa de unidade, que pode se estender, inclusive ao MDB do Gabriel”.

A trajetória política de Brant tem sido marcada por divergências significativas, especialmente com o governador Romeu Zema. Em 2022, Brant optou por apoiar Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições presidenciais, enquanto Zema apoiou Jair Bolsonaro, evidenciando uma cisão dentro do governo estadual. Essas divergências anteriores podem influenciar o cenário político nas próximas eleições municipais.

Enquanto Brant se posiciona firmemente ao lado de Gabriel Azevedo, o PSB ainda não definiu oficialmente seu apoio, o que pode gerar tensões dentro do partido. Siqueira resumiu a situação, indicando que a reciprocidade de apoios em outras cidades será um fator importante na decisão final: “Vamos considerar a reciprocidade dos apoios em outras capitais e cidades importantes”.

Tags: Paulo Brandt, PSB
Home » Política » PSB e Paulo Brant conflitam após confirmação de pré-candidatura

Notícias Relacionadas