Zema nega incômodo com Pacheco a frente de resolução de dívida de Minas

Governador Romeu Zema expressa apoio ao protagonismo de Rodrigo Pacheco nas negociações da dívida de Minas Gerais com a União

Por:

Em um encontro com jornalistas, o governador Romeu Zema (Novo) discutiu a dívida estadual, que cerca os R$ 165 bilhões. Zema negou qualquer desconforto com a liderança do presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD), nas tratativas para a renegociação do débito com o governo federal.

Durante a reunião, o governador destacou a importância da colaboração de Pacheco e mencionou que, se uma alternativa ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) for estabelecida, ele dará “todos os méritos” ao senador. “Vou dar todos os méritos para ele”, afirmou Zema, mostrando suporte mesmo diante de uma possível candidatura de Pacheco ao governo de Minas em 2026. “Dois mil e vinte e seis não é problema meu. Dois mil e vinte e seis é problema dos mineiros”, brincou ele.

Vice ativo nas negociações

Ao mesmo tempo, o vice-governador Mateus Simões (Novo), ganhando destaque no cenário político, também se mostrou ativo nas negociações. No início do mês, Simões liderou uma comitiva até Brasília para discutir a proposta com Pacheco e outros secretários de estado. Em um evento significativo na Serra do Salitre, Zema passou a palavra a Simões, destacando a importância do vice na renegociação. “Vou quebrar o protocolo. A minha fala vai ser muito rápida, mas quero escutar uma pessoa que é a mais impactada pelo que está acontecendo aqui hoje, que é o produtor rural”, disse Zema.

Em resposta às propostas menos favoráveis do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Simões e Pacheco mostraram descontentamento com a vinculação da redução da taxa de juros ao aumento de matrículas no ensino médio técnico. “Sabemos que o quê o presidente Rodrigo Pacheco quer e o que o governador Zema quer é a mesma coisa: uma Minas Gerais que seja sustentável do ponto de vista econômico ao longo dos próximos anos”, declarou Simões.

Proposta de Pacheco

A expectativa é que, ainda nesta semana, Pacheco apresente ao ministro da Fazenda, Fernando Haddad, uma minuta da proposta com sugestões adicionais elaboradas por diversos governadores, incluindo Zema. Esta proposta visa complementar e refinar as diretrizes inicialmente propostas pelo governo Lula, buscando um consenso mais amplo entre os estados envolvidos.

Tags: Rodrigo Pacheco, romeu zema
Home » Política » Zema nega incômodo com Pacheco a frente de resolução de dívida de Minas

Notícias Relacionadas