Romeu Zema volta a falar em candidatura à presidência em 2026

Governador de Minas, Romeu Zema, não descarta possibilidade de concorrer à presidência caso seja o mais viável de seu grupo político

Por:

Em recente declaração, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), revelou que está aberto à possibilidade de concorrer à presidência em 2026, dependendo da viabilidade de seu nome entre os membros de seu grupo político. Durante uma transmissão ao vivo pelo canal Ranking dos Políticos, Zema afirmou: “Nós governadores de centro-direita temos conversado muito, nos aproximado, e no que depender de mim estarei apoiando o nome que o grupo vier analisar como o mais viável. Se for o meu, serei candidato”.

Em meio a preparativos e estratégias, o governador destacou a necessidade de construir uma candidatura baseada em pesquisas e alianças. Ele enfatizou seu compromisso com o país, independentemente da posição que venha a ocupar. “É algo que terá de ser construído, baseado em pesquisas, alianças, mas quero ajudar o Brasil. Para mim, não faz diferença se eu tiver de varrer as ruas de Brasília ou ser candidato a presidente”, declarou Zema.

Outras possibilidades eleitorais

Recentemente, Zema também ponderou sobre outras opções eleitorais, como a possibilidade de candidatar-se a vice-presidente, descartando, contudo, concorrer a uma das vagas do Senado. “Não ligo de ser vice, o que eu quero é participar”, ressaltou em conversa com jornalistas. Ele deixou claro que não se vê em um papel legislativo, enfatizando que sua contribuição seria mais efetiva em outros cargos.

A decisão de Zema de apoiar outro candidato ou lançar sua própria candidatura ainda está pendente, dependendo das circunstâncias políticas e das discussões dentro de seu partido e grupo. Em encontros anteriores, ele já havia indicado sua preferência por apoiar outro nome ao invés de ser o protagonista da corrida presidencial. “Eu estarei colaborando, sim, mas quero muito apoiar alguém, não quero ser o nome”, disse durante evento em São Paulo.

Enquanto isso, outros governadores, como Ronaldo Caiado (União Brasil) de Goiás e Tarcísio de Freitas (Republicanos) de São Paulo, também são mencionados como possíveis candidatos à presidência pelo grupo da direita. A dinâmica política continua fluida, com várias figuras chave articulando suas futuras campanhas.

Em um recente evento com a presença do presidente Lula, o vice-governador de Minas, Mateus Simões, que é cotado como sucessor de Zema, enfrentou vaias, mas foi defendido pelo presidente, destacando a importância de unir forças pelo bem de Minas Gerais. “Muito antes de qualquer divergência político-partidária e ideológica, o importante é colocar Minas Gerais na frente. E o senhor, quando vem, faz os anúncios que fez ontem, mostra que está fazendo isso. Temos muito a construir juntos”, expressou Simões.

Tags: eleições 2026, principal, romeu zema
Home » Política » Romeu Zema volta a falar em candidatura à presidência em 2026

Notícias Relacionadas